quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

ALGUÉM SE REVOLTA? NÃO É POSSÍVEL! Políticos Safados...


Pra mim, não existe a menor possibilidade de aceitar um absurdo desses. Em um momento que todo mundo fala sobre corte de gastos (o orçamento da União para 2011 foi revisto em mais de 8 bilhões de reais) nossos parlamentares, providos de uma inteligência sem precedentes, pra não dizer bandidos, sem vergonhas e ladrões, aprovaram um aumento de 61,8 por cento nos salários, DELES MESMOS!!!!!!!! Aaaaaaaaaaahhh. Não é possível! Inadmissível. Os caras ganhavam 16 mil reais e vão ganhar 26,7 mil a partir de 1º de fevereiro de 2011. O projeto vai seguir para o Senado Federal, onde pode ser votado ainda nesta quarta. 
Mas olhem o mais legal: "Por ser decreto legislativo, ele não precisa passar pela Presidência da República." Ahahahahahahahahahahahaha, piada. 
Leiam o resto do texto: "A tramitação foi feita a toque de caixa. Uma reunião da Mesa Diretora foi convocada para discutir o tema pela manhã. Enquanto o colegiado estava reunido, porém, o projeto prevendo o aumento foi levado para o plenário porque já tinha a assinatura de cinco dos setes membros do colegiado." Mais absurdo ainda.

No plenário, foi necessário votar antes do projeto o regime de urgência para a matéria, que foi pedido por PTB, PSDB, PDT, PC do B, PR, PSC, DEM, PHS, PMDB, PMN, PV, PPS, PT do B e PT. A votação teve que ser nominal porque o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) não concordou em fazer a deliberação por acordo. A urgência foi aprovada por 279 votos a favor, 35 contra e 5 abstenções. Outra sessão foi convocada e o projeto foi aprovado em votação simbólica.
Ou seja, tudo farinha do mesmo saco. Se safam ai 35 almas que votaram contra. Ah, vai pro inferno! Não dá pra levar nada a sério nesse país de bosta! De ladrão, bandido. Gente passando fome e o governo vem com esse papinho de que a fome é uma questão nacional. E ainda querem congelar o salário mínimo em 500 reais.
Chega senão eu vou arrebentar a tela do computador ou matar alguém aqui na redação. Alguém fala alguma coisa. Eu estou fazendo uma matéria e vai ao ar na Rádio Cultura (Jornal Atenção Brasil) entre 19h00 e 20h00.
Sei lá, hasta.
Fuck up!


terça-feira, 23 de novembro de 2010

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Eventos x Tecnologias x sei lá...ausência?


Pessoal tenho andado ausente deste espaço. Mas é impressionante como os adventos da tecnologia nos transformam em reféns e filhos infiéis.

Não existe a menor possibilidade de uma pessoa considerada normal, lê-se: acorda de manhã, toma uma café, comer uma broa de milho, tomar banho, lê jornal, espera o elevador chegar, pega trânsito, chega ao trabalho/freela, almoça, faz reunião, busca filho ou filha, volta pra casa, toma banho, dá banho no filho, vai a academia - talvez antes disso tudo - e ainda ter tempo pra ver todos os posts legais em blogs, twitters e facebooks e afins...

Rola? Acho que não, por isso minha ausência. Quanto mais a gente trabalha, precisa ganhar dinheiro, se envolve cada vez mais com tecnologias de informação e comunicação, mais a gente fica sem tempo para ELES mesmos! Tadinho do meu blog, deve achar que não gosto mais dele, mas, é complicado.

Tenho feito muitos eventos pelo país, graças a Deus. Não reclamo, mas isso me obriga a viajar, ler mais sobre os assuntos relacionados aos eventos e consequentemente não atualizar blog e twitter. Será que estou me cobrando demais? talvez.
Fato é que em breve vou me esforçar para colocar sempre uma noticia dos eventos que levam minha VOZ.
FEITO?
Hasta and sorry....
Veja essa foto do ultimo evento de ciclismo que estive em Brasília (Claro 100k)
Equipes de foto e filmagems, graaandes amigos.
Cappi, Piva, DJ San, Marcelão, Maragni (O Pardal) e ATP.
Tks bouddas.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Futebol e mulheres - sempre uma diversão


Já começo esse post afirmando: Não tenho absolutamente nada contra as mulheres, quem me conhece sabe que não sou machista, mas o mínimo né. Homens e mulheres escorregam, no entanto a incidência é muito maior do lado feminino.
Hoje vi o jogo do Brasil e Chile na sede da Fundação Padre Anchieta (Rádio/TV Cultura) e foi uma diversão, dei muita risada ao lado da amiga Tatiana Ferraz.

A cada lance, observávamos as reações das moças durante o jogo. Vamos a eles.
É típico ouvir o famoso: "Vai, vai...isso, vai, vai." Não dá né, vai, vai aonde filhota? Vai pra casa, mas para de falar vai, vai, só polui mais o ruído das vuvuzelas.
Mais uma: Mas esse time tem que ter mais ataque, tem que "dar" mais ataque. Ahhh, quase cai da cadeira. Que mané mais ataque, o time sempre tem ataque moça! E ninguém "dá" ataque, o time é que ataca.
Outra: O auditório inteiro (homens e mulheres) viu que o juiz apitou alguma coisa. Não estou cobrando que vocês saibam o que é e como se dá o impedimento. Mas ficou mais claro que água do Caribe que aquele lance não ia valer, já estava parado. O jogador Robinho quase finalizou e não é que a santa na nossa frente soltou um grito minha gente, nossa, non sense! Só ela queria que fosse gol né.
E quando um jogador é substituído: Ela solta: "Uai, mas porque ele ta saindo?". Tudo bem vai, com o Dunga, até tá valendo, eheheheh.

E quando eu achei que a fatura estava liquidada, o árbitro apitou o fim do jogo, me levantei e sai tranquilo. Quando de repente, quem aparece atrás de mim fazendo uma arruaça, gritando como se fosse título, dando aquele berrinho, Uhuuu, Uhuuu, yessss? A própria, ahahahahaha.
Ri e gritei junto com ela, não me contive.

Hasta

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Dá pra ter esperança?


Alô pessoal. Hoje de manhã quase cai novamente da cadeira, aliás tem sido uma constante.

Acredito que a politica brasileira está mais do que fadada a extinção. Não existe o mínimo de pudor. Ou, parafraseando José Silvério, ou eu não sei mais nada (e não devo saber mesmo) ou isso tudo é bravata.

Leio no jornal a seguinte frase.
"O recurso federais para bancar emendas dos parlamentares aliados (do PP, que anda não dedidiram se apóiam Dilma Roussef ou José Serra - uma constatação velada, que o jornal não deixou claro) começaram a ser pagos numa tentativa de acalmar a base. A liberação da cota de 3 milhões de reais estava atrasada há 1 mes.

Ahhhh, é chamar todo nós de burros, ou não? Ou seja, por interesse político, na cara dura, neguinho em Brasília resolve liberar a grana que era de direito sei lá de quem, não importa. Não interessa se é para obra do PAC ou pra reconstrução de biblioteca. Mas pelo amor de Deus. Não tem que estar atrelado a nada, tem que liberar e fim de papo. Faz parte do "job description", usando a linguagem atual. Não porque partido X ou Y apoiou esse ou aquele.

Na boa, ZERO esperança!

Hasta

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Exageros


Hoje li uma matéria no G1 (portal de notícias da Globo) sobre mercado financeiro que dizia exatamente o seguinte: "A DIVISA norte-americana fechou o pregão com alta de..." Pois bem meus caros, divisa norte-americana é o fim da picada. Por que catso o jornalista não usou Moeda, ou dólar? Okay, não devemos repetir palavras, já reza a boa regra do bom texto, mas sem exageros.

Outro dia também ouvi, pior ainda, porque fica mais claro, a seguinte passagem do repórter na TV: "Os COLETIVOS que circulam na zona leste ...". OO meu amigo, coletivo é o que os times de futebol costuma fazer em vésperas de jogos.

Sou fâ incondicinal do bom texto, mesmo sabedor das minhas falhas. Basta ouvir com atenção os textos dos jornalistas correspondentes. Via de regra, de excelente bom gosto, como do Pedro Bassan, Marcos Losekann e por ai vai.

Sem coletivos e divisas, hasta!

segunda-feira, 29 de março de 2010

Imagens Fortes - Ausência


Espero que pela última vez, nos últimos 3 meses me ausente tanto aqui, quanto na vida social, profissional e qualquer outro "al...".
Não sei mesmo a dimensão do Blog, mas me faz bem escrever.
Fiquei 13 dias internado por causa de um apendicite supurada, etc.
O fato é que já estou em casa, voltando às atividades aos poucos e contando sempre com os amigos e colegas.

E de repente surgiu uma idéia. Descrever os dias internados de uma forma que todos possam entender o que é ter a sensação de quase morrer, se recuperar e voltar a viver de maneira diferente.
Bom, chega de viagem. Em breve novidades.
Hasta.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Bloco do Barbosa, uma emoçao


Bom, todo mundo acompanhou ou soube da tragédia em são Luis do Paraitinga. A cidadezinha ficou destruída. Diante das condições em que me encontrava e ciente que ficaria com meu filho no Carnaval, topei o convite dos meus digníssimos pais para passarmos as festanças juntos, na dita cidade do Vale do Paraíba, na Serra do Mar. Trabalho voluntário, todo mundo deveria fazer um dia. Como vocês podem ver, Mateo se divertiu. Mesmo recém combalido (joelho esquerdo) fui a luta. O ginásio de esportes parecia um grande brechó. Roupas, sapatos e tudo mais. Na segunda-feira foi a vez das cestas básicas. A ONG que organizou esta parte está de parabéns. Um teto para meu País. Foi ótimo. Nobre. E me senti útil diante de uma situação que muitos não só perderam bens, mas lembranças. Após algumas horas carregando sacos de arroz e jeijão, ficamos sabendo que o Bloco do Barbosa ia sair naquela tarde. ahhh, na hora convenci Mateo e mamãe a me acompanharem. Pra variar uma epopéia. A banda se reuniu na parte não atingida pelas águas. Grupo de 100 pessoas, longe dos perto de 30 mil que é possível ver nesse vídeo. Olha, surreal. A começar pela história do Bloco. O próprio Barbosa. Motorista que levava um pessoal da cidade para Taubaté. E diziam que ele era um tanto quanto sonado no volante. E caso não dirigisse bem o Bonde (ônibus), a turminha iria contar para a Tia Rosa. e o melhor, o Barbosa estava lá. Bati um papo com a fera. Impagável. Ele me disse que ficava bravo antes, mas que decidiu entrar na brincadeira.
Pois bem, no meio da andança, debaixo de um calor de 35 graus, por onde passávamos, os moradores jogavam agua para refrescar. Teve até um que resolveu chamar reforço. Filha, mãe e tio foram à caixa d'água para refrescar a galera. Bom, me refrescou até a cueca, sai enxarcado. depois percebi a presença de um grupo de jovens com camisetas: Só Jesus salva! ele é o senhor! Ainda há tempo! nada contra, de verdade respeito todas as religiões, mas no meio de um bloco de carnaval, pregara palavra foi bem estranho. Tanto que os próprios foliões os excluíram do Bloco. Achei que estavámos chegando ao fuim, mas...parei num boteco para pegar algum líquido. Tava desidratado e suado e cansado. Pedi um um refrigerante e uma cerveja. Normal. A moça me respondeu, a cerveja e a outra? Eu novamente, a outra pode ser uma cerveja. Ela: refrigerante e A Outra? Perdi um pouco a paciência e respondi. Sim, a cerveja por favor! Ela: A Outra é o nome da cerveja senhor. Parecia Serra Malte, amarga mas desceu!
Fim da história, do Boloco do Barbosa. E uma promessa, ano que vem, a cidade vai voltar a eceber 30 mil fil'ões.
Hasta
video

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Sherlock X AVATAR!


Po, acho que o filme do Guy Ritchie e do James Cameron merecem uma atenção. Os críticos de cinema estão ficando cada vez mais chatos. Não tem um catso de um filme que eles não botam defeito. A expressão da moda é "...depois de um tempo o roteiro se arrasta, dá sono"...ah, vai te catá. Faço uma proposta: porque não chamam um desses babacas pra ser roterista? Pra dirigir, seja lá o que for.
Mas na boa, não dá mais pra aguentar neguinho descendo a lenha em tudo quanto é título que estréia. Falar que Avatar é um filme que "cansa"?! Bom, cada um tem um ponto de vista, respeito. Mas vamos ao bom senso. O James Cameron demorou 15 anos pra chegar num formato de 3D que até ninguém chegou. O filme envolve até meu filho de 4 anos. (Olhem a foto dele no cinema!)E é bobagem o cara ser líder de bilheteria nas duas primeiras posições (Titanic e Avatar). Realmente o público corrobora da sua opinião amigo. Eu li exatamente isso na Vejinha SP: "Chega a ser ecochato a mensagem...". O amigão, que baita crítico tu és hein? Para ajudar os leitores a escolher os filmes, você recorre
a expressões da moda? Tenha a santa. Outro filme que fui ver com 89 pés atrás. Sherlock Holmes. O mundo já sabia que era uma história baseada em fatos. Que lenga lenga de descer a lenha sabendo que o o velhinho usava bengala e ahhh, agora ele saber lutar. O Jude Law não tem nada a ver com Watson, mas não era pra ter mesmo. É uma leitura diferente. Enfim, sejamos mais humanos. Tudo é preto no branco. Cansa!
Qual o problema de um filme holliwoodiano ser bom? Só os iranianos tem vez? Eu recomendo os 2. Avatar e Sherlock Holmes.
Hasta!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Reveillon 2010 - pte 2 (A VIRADA)


Vamos às conclusões do Reveillon 2010. Na verdade a pedidos dos amigos, vou esmiuçar a nossa virada. Ao chegar na praia, foi um Deus nos acuda impressionante! Nunca vi tantos playboyzinhos carregando isopores com "drink".
Foi divertido. Eu, com meu braço/punho debilitado assistia de camarote. Pois bem, a essa altura o relógio marcava 23h39. Devidamente acomodados - os drinks/bebidas - começamos os preparativos para festança. O grau etílico já estava além do normal. Mandei aquele Engov pra dentro, e dei uma olhada para a praia. Estava completamente tomada de turistas, manezinhos, banhistas e outros "istas". De repente, nao me lembro quem começou, mas houve uma onda de ligar para as mamães e juntar a rapaziada para gritar os nomes das respectivas. "Clara, Clara"...Dona Lúcia, Lúcia"...Dona Dulce, Dulce"...enfim, e os filhos caiam no choro. Mas não um choro de tristeza, e sim de emoção, de alegria.

Ahã... e a virada? Vamos a ela! Vai começar o ano inteiro, como citou o Kioski no vídeo. 2010. Se inverter vira 10e20. O dobro da nota máxima. Em meio a um papo gostoso com alguém agradável, rsrs, começa a contagem regressiva! 3...2...1...Feliz Ano Novo!

Não consigo expressar a sensação que foi. A vibração, a alegria, o entusiasmo, o sorriso e melhor sentimento que uma pessoa pode ter em relação a outra, imperaram naqueles 5 metros quadrados da Praia de Jurerê. Já passei trocentos Reveillons legais. Mas esse, esse foi diferente. Não sei se pelas pessoas, pelo momento da minha vida, pelo catso que for. Mas foi especial.

Olhava para o céu, para os amigos, para o mar. Aquilo me encheu de energia. Lembro da hora em que abracei o Gui Brandão. Que energia tem esse moleque! Enfim, todos têm, desde 1º de janeiro de 2010, um lugar especial aqui...

Obrigado
Reflitam, sintam e viva!
Hasta

PS: Tem mais umas coisinhas pra contar, deixa pra semana que vem...

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Reveillon 2010 - em Floripa a aventura começa...pte 01


Uma via sacra. Porém muita vibe, good vibrations. A começar pelo embarque. Aos 49 do segundo tempo conseguimos, - eu e o intrépido Saraiva - dois lugares no avião para Floripa. Chegando lá, tudo muito legal, aquele calor de queimar o cerebelo, pelo menos o ar condicionado funcionava, a primeira constatação de que eu estava em São Paulo. um p.......ta trânsito. E os táxis modernos se comunicam via rádio. O problema era que a ilha só tem duas saídas do aeroporto. 78 minutos depois chegamos.

Descanso, bodinho, e praia. Voltamos para a pousada e tivemos a grata surpresa do amigo Pilly Munn que nos fez cia. durante a estada em Floripa por motivos extra blog. Aliás, se não fosse o Pilly, estávamos na roça, porque não existe lugar pior para estar sem carro do que na Ilha da Magia. Estávamos no Campeche, pra chegar na Lagoa da Conceição, no mínimo 45 minutinhos. Só o congestionamento já cansou. Voltamos pra casa depois que eu finalmente, depois de uns 12 anos, experimentei tal do temaki (Sim, nunca fui chegado em peixe cru, mas o de Filadéfia era muito bom. Devorei uns 4). Dia seguinte, uma p...ta chuva. O jeito foi ficar por ali mesmo A noite fomos no Black Swan, um pub honesto, que o Pilly fez questão de xingar a 700 metros de distância toda a geração do segurança que realmente foi folgado e não quis deixar a gente entrar. Ainda bem que apareceu a Fefe (prima dele) e o Gueed para acalmar os ânimos e ajudar a entrar no local.

Dia 31, uebaa. Pousadinha, piscininha, cervejinha, fizemos amizades e a caravana partiu as 20h para Jurerê internacional. Que beleza, parecia a junção do trânsito da 23 de maio, com as duas Marginais e um pouco do Minhocão. depois de umas 2 horinhas de tráfego...chegamos. No outro trânsito, da praia de Jurerê. Após muitos contatos via rádio com a turma, encontramos a trupe que estava na casa, já de barraca montada esperando 2010 chegar. Se esquecer alguém prometo retificação: Habemus Finus (Altafini), Gui, Fefe, Jojô, Mary Pi, Gabi, Igor, Dodô, Betão, Gonçalo (o portuga), Keka, Bruno, Jason, Saraiva, Pilly, namorada do Gui (sorryyy) e acho que só. Foi muuuuuita vibe. Segue o vídeo abaixo para vcs verem.

Amanhã ou depois de manhã tem mais, senão cansa e não cria expectativa para visitarem o blog, eheheheh.
Hasta
video